quinta-feira, 5 de maio de 2011


Cerca de 2.000 pessoas ficaram feridas no Alabama nesta que se tornou a segunda onda de tornados mais mortífera da história dos Estados Unidos, após a registrada em março de 1925, que deixou 747 mortos.

Em Tuscaloosa, uma das regiões mais afetadas, cerca de 800 reservistas da Guarda Nacional foram mobilizados para proteger propriedades que ficaram literalmente partidas ao meio, sem paredes e com todos os pertences dos moradores esparramados.

Equipes de emergência americanas e milhares de voluntários tentavam em meio aos escombros fornecer ajuda a milhares de pessoas atingidas pela passagem dos piores tornados em quase um século nos Estados Unidos, que deixou pelo menos 350 mortos.

Equipes de emergência utilizando cães farejadores de corpos, trabalhavam em Tuscaloosa e em outras cidades do Alabama em busca de novas vítimas.

Ainda não se sabe o número exato de desaparecidos, já que "muitas pessoas que são localizadas por seus familiares não informam a polícia logo depois", disse o prefeito de Tuscaloosa, Walt Maddox.

Vários estados da região foram atingidos pela série de tornados e tempestades dos últimos dias. Além do Alabama, as vítimas foram numerosas em Mississipi, com 34 mortos, Tennessee, também com 34, Geórgia, com 15, Arkansas, com 8, e Virgínia, com 5.


video

Nenhum comentário:

Postar um comentário